14ª Assembléia Ordinária de 13 DEZ 96

Ata da 14a. Assembléia Ordinária da Sociedade Loteamento Colinas do Atibaia, realizada aos treze dias do mês de Dezembro de 1.996, na Avenida San Conrado n’100, no distrito de Souzas, município de Campinas conforme convocação.

Sob a direção do Sr. presidente, Sr Edjard Ratto , e com a presença dos sócios proprietários que assinam a lista de presença, foi dado início aos trabalhos após a segunda chamada.O Sr Presidente Edjard Ratto convida um dos presentes a presidir a assembléia e outro para secretariar, sendo aceito pelo Sr. Florivaldo Nogueira e Jorge Vicente L. Silva.

O primeiro ítem da convocação foi a prestação de contas pelo Sr. Fernando Soares do departamento administrativo do CTA, foi planejado trocar algumas peças da ponte e teve que trocar todo o material. Foi dado prioridade para a ponte devido a falta de verbas, por isso não foi realizado a obra da guarita 4. Sr. Fernando colocou à disposição da assembléia pasta com documentação da ponte. O Sr. Pércio C. Benincasa elogiou a reforma da ponte.

O Sr. Fernando informou que os custos com salários foram maiores que o previsto devido a licença maternidade da secretária Sra. Flávia Magaldi e aos custos reajustados de salários.

Fernando informou que foi feito um trabalho de arrecadação com os inadimplentes, o que melhorou o fluxo de caixa, facilitando os trabalhos sem interrupção das obras da sociedade.

O Sr. Fernando informou que está sendo refeito o demostrativo de prestação de contas da Sociedade.

Além disso, já existe um advogado com contrato de risco para cobrança de inadimplentes. Fernando informa que todos os inadimplentes estarão na lista de entrada do processo judicial de cobrança.

O Sr. Fernando informou que para o próximo ano não estão previstos investimentos e que o reajuste ficará em 13,66%. Foi aprovado por unanimidade o reajuste de 13,66% sem taxa de investimento.

O Sr. Juarez do Conselho Fiscal informou que houve um atraso em um mês do FGTS. O Sr. Fernando informou que foi uma falha devido a inexperiência da secretária substitutiva.

O Sr. Juarez pede que seja especificado melhor as despesas com contingências. O Sr. Edjard informou que estas despesas estão devidamente documentadas e que deveriam ser melhor classificadas no sistema de prestação de contas.

O Sr. Juarez informou que não existe um controle automático de receitas e que este sistema está sendo implantado. Informa também que assim será eliminado o livro caixa manual. O Sr. Juarez informou que não existe uma classificação nas notas por tipo de gasto e o Sr. Fernando informou que isto é feito para facilitar a conferência pelo departamento administrativo.

O Sr. Juarez pede esclarecimento sobre o valor debitado da festa, o Sr. Edjard informa que a intenção era de fazer uma confraternização não de criar problemas para a sociedade. Informou também que foi discutido no âmbito do CTA e aprovado e que a festa foi elogiada pelos participantes, informou que a sociedade recebeu uma correspondência pedindo o reembolso do valor, o que foi atendido. O Sr. Edjard propóe que para o próximo ano seja rateada uma pequena taxa. O Sr. Jorge propóe que sejam enviados boletos exclusivos de festas para os proprietários e que a festa seja feita de acordo com a arrecadação,não havendo obrigatoriedade por partes dos proprietários de pagar estes boletos. Foi apoiado por unanimidade que a sociedade não deve ratear os custos de confraternização, devendo ser implementado de forma adequada. O Sr. Florivaldo acrescentou que é importante a participação feminina nas confraternizações.

O Sr. Juarez informou que fechado o parecer do Conselho Fiscal, não existe problemas com a prestação de contas e que os pequenos problemas técnicos serão saneados facilmente.O Sr. Juarez informou que apartir da próxima semana a sociedade terá um endereço na Internet sem custos para a sociedade, o qual será divulgado oportunamente. O Sr. Sidney informa como 2’ parecer do Conselho Fiscal que o livro caixa tem folhas faltantes, escrituração a lápis e que não deve ser considerado como livro caixa. Pede que seja aberto novo livro caixa e informa também que não existe registros de bens da sociedade. O Sr. Fernando informa que existe registro e o que não existe é controle de patrimônio. O Sr. Sidney informa que o mês de novembro ainda não foi escriturado e sugere que seja feito. O Sr. Sidney apresenta a uma carta com contribuição de organização para a sociedade.

O Sr. Fernando informa que o livro caixa novo ainda não obteve assinatura de abertura pela ausência dos membros nomeados para tal.

O Sr. Juarez se compromete a organizar o lançamento contábil de forma automatizada.

O parecer do Conselho Fiscal é de que as contas estão aprovadas até o mês de Outubro de 1.996. Foram aprovadas as contas até o mês de Outubro por unanimidade pela assembléia.

O CTA atual sugere que o Sr. Jorge Vicente Lopes da Silva seja candidato à Presidência da sociedade e que o CTA seja composto pelos seguintes membros:

ECOLOGIA:
Catharina Lins Menucci
Florivaldo Nogueira

COOPERATIVISMO:
Gerson Luz das Neves
Renato O.M. de Farias

ADMINISTRATIVO:
Fernando Soares
Rodolfo de Freitas

SOCIAL:
Percio Campos Benincasa
Edjard Roberto Ratto

ENGENHARIA:
Afonso J. C. Dantas
Luiz Antonio Pistoni

CONSELHO FISCAL:
Juarez Silveira San’Anna
Sidney Pinto da Cunha

Não se apresentando outra chapa para a votação, a chapa proposta foi eleita por unanimidade.

Em assuntos gerais o Sr. Pércio elogiou a colocação de lombadas e o assunto foi discutido amplamente. Chegou-se a um acordo de que os proprietários que não seguirem as regras internamente do loteamento, serão comunicados todas as vezes que houver excesso de velocidade ou uso indevido de veículos.

O Sr. Edjard sugere que seja feito um controle de animais internos ao loteamento porque existe o risco de contaminação ou epidemia por falta de controle sanitário. O Sr. Jorge acrescentou que este tipo de controle é de difícil implantação e que exige um esforço muito grande.

O Sr. Wilson Sato informa que teve problemas com incêndios provocados por vizinhos, por duas vezes este ano incorrendo em prejuízo e pede que seja feito um melhor controle do uso de fogo internamente ao loteamento.

O Sr. Jorge informa que será enviado correspondência para parte C com cobrança de taxa de manutenção da CPFL, sendo esta taxa exclusivamente de responsabilidade dos proprietários da parte C.

Ninguém mais querendo fazer uso da palavra e nada mais havendo a tratar deu-se por encerrada a assembléia às 23:15hs.

PRESENTES:

Florivaldo Nogueira
Wilson Massayuki Sato
Juarez Silveira Sant’Anna
Luiz Antonio Pistoni
Jorge Vicente Lopes da Silva
Persio Campos Benincasa
Afonso José C. Dantas
Renato Oliveira M. Faria
José Calisto de Freitas
Antonio Fernando Soares
Edjard Roberto Ratto

Ata registrada no 1° Cartório de Registro de Títulos e Documentos e Registro Civil das Pessoas Jurídicas, microfilme 168.783 em 24/06/1997.