BICO DE LACRE
   
layout
Recicle
Plante espécies nativas
Preserve as nascentes
Mata ciliar e reserva legal
Diga não às queimadas
Proteja a vida silvestre
Uma obra sustentável
Educação Ambiental
Mosquito da Dengue
Carrapatos
Cobras
Página Inicial JAGUATIRICA
  Untitled Document
   
ALMA DE GATO
   
História
CTA
Portaria
Estatuto
Regimento
Receitas e Despesas
ATAS de Assembléias
Lei 9.605
 


COMO SE FAZ O REPELENTE QUE APRENDI COM OS PESCADORES:

-1/2 litro de álcool;

-1 pacote de cravo da Índia (10 gramas);

-1 vidro de óleo corporal (100 ml)

a)- Deixe o cravo curtindo no álcool por 4 dias agitando, cedo e de tarde; depois coloque o óleo corporal (pode ser de nenê, de amêndoas, de camomila, de erva-doce, de aloe vera etc.).

b)- Passe só uma gota no braço e pernas e o mosquito foge do cômodo onde
você estiver.

O repelente evita que o mosquito sugue o sangue, e assim, ele não
consegue maturar seus os ovos e vai diminuindo a proliferação dos mesmos na região.

Com tanta chuva é quase impossível controlar poças d'água e
criadouros, como vocês sabem.

Estou fazendo um trabalho de formiguinha para evitar a proliferação dos mosquitos e está dando certo.

Este repelente caseiro, que lhes ensino a fazer tem ingredientes fáceis de encontrar, custa barato, é fácil de preparar em casa e tem aroma muito agradável.

Em contato com pessoas da minha comunidade, noto que não se protegem, e sempre reclamam que seus filhos estão cheios de picadas de mosquitos. E como aqui tem Dengue, inclusive a Hemorrágica, isso preocupa.

Costumo distribuir frascos gratuitamente o produto entre meus vizinhos e eles, depois do uso, gostam dos resultados.

Já distribuí 500 frascos e continuo a fazer isso. Mas, trabalhando com recursos próprios e devido ao grande número de casos de dengue, não consigo abranger toda a área que a doença abrange.

Gostaria que a SUCAN (Fundação Nacional da Saúde) sugerisse aos municípios distribuir este repelente nos bairros carentes com focos da dengue, ensinando a comunidade como preparar, para uso diário; da mesma forma que usam sabão, sabonete e pasta de dente. Isso protegeria as pessoas e, ao mesmo tempo, por diminuir a fonte de alimento dos mosquitos, diminuiria também a quantidade dos mosquitos que, não tendo como se alimentar, morreriam sem reproduzir.

Não acham que qualquer ação que venha a somar nesta luta contra os mosquitos em geral e contra a Dengue em particular deveria ser bem vinda?

A comunidade toda tem de usar, como num mutirão. Se fizer isso
organizadamente, desaparecem todos os mosquitos por inanição! Não forneça se sangue para o Aedes aegypti, que é o mosquito comum que transmite a Dengue.

Ioshiko Nobukuni - sobrevivente da dengue hemorrágica

 


Sociedade Loteamento Colinas do Atibaia - Estrada Sousas Pedreira Km 7 - Sousas - Campinas-SP - CEP 13104-195
E-mails: colinasadm@yahoo.com.br   -   colinasadm1@yahoo.com.br
Administração - (19) 2122- 9004 | Portaria I - (19) 2122-9001 | Portaria II - (19) 2122-9002 | Portaria III - (19) 2122-9003